Geralmente, o início de uma empresa é o mais tortuoso. Entrar em um mercado provavelmente já consolidado, concorrendo com outras marcas de grande porte, é uma tarefa para os mais obstinados.

Porém, apenas coragem não vai te manter relevante no seu setor. O grande erro das empresas que chegam à falência antes de se tornarem potências, é a falta de planejamento. De acordo com o IBGE, de cada dez empresas, seis fecham antes de completar cinco anos. Um dado alarmante.

Isso acontece, pois muitos entram no mercado munidos apenas de coragem e sonho, deixando o planejamento estratégico de lado. Por isso listamos 3 aspectos para que você invista nessa estratégia em qualquer estágio do seu desenvolvimento. Afinal, nunca é tarde para melhorar seu desempenho.

1. Crescimento da competitividade do mercado

Pense bem: A todo momento uma nova empresa está surgindo, não é mesmo? Muitas delas com objetivos arrojados, proposta de negócio definida e planejamento na ponta da língua. Mesmo essas, ainda enfrentam problemas para manterem-se relevantes com o passar dos anos, mas com certeza elas “engolem” aquelas outras que não estão conectadas com a realidade do mercado.

2. Cultura voltada para a ação, sem planejamento

O formato enxuto em pequenas e médias empresas não pode ser confundido com a cultura do “faz-tudo”. Isso faz com que todos estejam focados na ação do dia-a- dia e ninguém, por vezes nem mesmo o proprietário, está pensando na estratégia, nos planos de longo prazo e em como consolidar o negócio. Uma empresa sólida precisa ter processos bem definidos e gerenciados (cuidando do presente) e uma estratégia clara, compartilhada por todos os membros da organização e devidamente gerenciada, com indicadores, metas e projetos (cuidando do futuro).

3. Estratégia é um fator determinante na sua consolidação

A consolidação do negócio é um aspecto que tem que ser buscado todos os dias. Estamos sempre em sua busca e isso se reflete na rotina empresarial. Para manter o crescimento e a longevidade é fundamental rever o plano estratégico, seus objetivos e metas constantemente. Logo, inseri-lo no início de seu empreendimento,  irá trazer mudanças expressivas na cultura da sua empresa.

O ideal no fim das contas, é estar ao lado de um consultor experiente. Esse profissional pode dar orientações para definir bons indicadores de desempenho, metas e projetos alavancadores. Ninguém cresce sozinho.

Conte conosco!

mercado planejamento consolidação rotina empresarial estratégias

Carlos Eduardo Bandeira Araújo

Sócio e Consultor da Parceria Consultores

Especializado em BPM (Gerenciamento de Processos de Negócios) e Gestão Estratégica com mais de 20 anos de experiência.