Coaching é um processo que visa elevar a performance de um indivíduo, grupo ou empresa, proporcionando melhores resultados por meio de ferramentas e técnicas aplicadas por um profissional habilitado, em trabalho conjunto com o cliente.

Através de reuniões intituladas de sessões, o profissional (coach) vai discutir as potencialidades do cliente para apoiá-lo do momento atual (estágio inicial) para o momento futuro desejado (realização de seus objetivos).

Coaching, além de uma assessoria pessoal e profissional, é também uma competência de gestão e gerenciamento de pessoas, indispensável para executivos e líderes.

Porém, apesar de todos os ganhos que esse processo alcança (claro que apenas com engajamento de ambas as partes), ele por si só não resolve todos os problemas do cliente que o procura. Inclusive ele não se propõe a isso.

O bom processo de coaching é aquele que traz perguntas e desenvolvimento de habilidades, que levam o cliente a tomar as suas próprias decisões. Essa atitude de tomada de decisão cabe exclusivamente ao cliente, portanto, o processo de coaching não tem como garantir isso após término da jornada, nem mesmo durante ela. O objetivo é elevar performance, mas a escolha e mudança de atitude sempre caberá ao indivíduo fazê-la ou não.

E agora, todo mundo é Coach?

Você já deve ter percebido o quanto se tem falado de Coaching ultimamente. E com certeza deve estar se perguntando: o que é realmente necessário para ser um Coach profissional. Neste artigo iremos esclarecer algumas dúvidas sobre a profissão Coach, quem pode se tornar um e quais metodologias se parecem com Coaching, mas não são!

Quem pode se tornar um Coach?

Qualquer pessoa que tenha o interesse em realizar a formação. A básica tem em torno de 100 a 180h/a, dependendo da instituição, e a maioria exige ensino superior concluído. Hoje esta formação tem valor elevado, portanto é necessário planejamento e real interesse para realizar tal investimento. Normalmente procuram pela formação: líderes, administradores, empresários, psicólogos, gestores de pessoas, mas também nutricionistas, médicos, pedagogos, etc. Ou seja, qualquer profissional que deseja não somente atuar como Coach, mas evoluir em suas competências pessoais ou profissionais.

Além de realizar a formação, para atuar como Coach, o profissional deverá escolher um nicho, ou seja, uma área de atuação na qual deseja focar seu atendimento, como life ou self coaching, business coaching, coaching de carreira, coaching de relacionamentos, etc. Também deverá este profissional realizar uma quantidade mínima de horas de atendimento. Essa quantidade varia de acordo com cada instituição formadora, podendo variar de 30 a 100 horas de prática.

Para aqueles profissionais que desejam atuar unicamente com o Coaching, e não apenas complementar sua carreira, procuram fazer as formações intermediária e avançada.

Como Coach pode ajudar?

Coach é o profissional que assessora o cliente, facilitando o processo de autopercepção, levando-o a reflexão, tomada de decisões e definição de ações de mudança de comportamento para atingimento de seus objetivos. O Coach aplica o conhecimento, oferece ferramentas e faz perguntas geradoras, aplica técnicas específicas e metodologias cientificamente comprovadas.

Como procurar um Coach adequado?

O fundamental para se tornar um profissional de Coaching é não ter certezas rígidas.

Um coach deve possuir características essenciais, entre elas:

– Respeitar a individualidade, valores e crenças: nunca julgar/criticar seu cliente;
– Excluir todo e qualquer julgamento moral e religioso para com seus clientes;
– Sugerir outras abordagens profissionais se não for demanda para coaching (terapia/psicólogo, tratamento psiquiátrico, consultoria, mentoring);
– Buscar o desenvolvimento pessoal constante;
– Manter sigilo e confidencialidade de toda informação do processo de coaching.

O que coachee ganha com o processo?

– Aumento da autorresponsabilidade;
– Elevação do autoconhecimento;
– Aumento da produtividade, maior gestão do tempo;
– Foco na solução do problema;
– Identificação de crenças, limites e bloqueios de determinados comportamentos;
– Desenvolvimento e aprimoramento de habilidades;
– Reduz nível de estresse, melhoria na qualidade de vida;
– Melhora planejamento.

Quando contratar esse tipo de serviço?
O especialista pode ser contratado em qualquer momento da vida/carreira do cliente, mas nota-se maior frequência na contratação quando o profissional é promovido, sente-se estagnado, deseja mudar de área, quando percebe que algo não está saindo como deseja ou quando se sente perdido em um determinado momento da carreira. No caso de life coaching, percebe-se maior procura quando cliente está passando por problemas conjugais, familiares e
sociais.

Coaching não é o mesmo que:

Mentoring
O profissional que atua com coaching não precisa necessariamente ter experiência com a profissão do seu coachee. Já o mentor, este precisa ter vivido o mesmo processo que o outro, pois no mentoring o profissional irá, através das experiências vividas em sua carreira, demonstrar onde errou e acertou para o mentorado.

Aconselhamento
O profissional de coaching não aconselha seus coachees. Ele utiliza-se de perguntas reflexivas para ajudar o outro a encontrar seu próprio caminho, não interferindo na decisão do coachee. No processo de aconselhamento o conselheiro diz o que o outro deve ou não fazer.

Terapia
Apesar de o coaching ter nascido de ciências como a psicologia, sua metodologia é bem diferente da terapia, pois no processo de coaching o profissional e o cliente estão em busca de resultados e mudança acelerada. Muitos pacientes que estão em processo terapêutico podem não estar mentalmente saudáveis para passar por tamanha exigência e transformação, pois podem estar por exemplo vivendo um processo de luto. É preciso muita cautela no momento da escolha, e ambos os profissionais devem avaliar, na primeira sessão, qual a indicação mais adequada.

Professor
Embora o termo coach tenha nascido dos professores de esportes, a relação entre coach e coachee não é uma relação como um aluno e professor. Em uma aula o professor traz conteúdos à tona, que devem ser estudados e explorados pelos alunos. Já no coaching quem traz o conteúdo é o cliente, em um processo individualizado e progressivo.

Esperamos que através desse artigo tenhamos esclarecido algumas dúvidas sobre coaching. Caso tenha mais dúvidas sobre o assunto ou queira participar de um processo de coaching com a gente, mande-nos um e-mail.

Em tempo: As nomenclaturas normalmente são confundidas, portanto segue abaixo um glossário rápido para esclarecer:

Coaching: é o processo

Coach: é o profissional

Coachee: é o cliente (aquele que passa pelo processo)

Coaches: plural de coach

Coachees: plural de coachee