Na vida, é necessário ter espírito de liderança, seja para conduzir um negócio ou para qualificarmos nossas relações interpessoais. Orientar, coordenar e aprender a extrair o melhor das pessoas é fundamental para ser líder e obter sucesso naquilo que você se propõe a fazer. Apesar de nem todas as pessoas se reconhecerem líderes, a liderança é um processo natural e é possível identificar e desenvolver esse potencial que cada um já traz em si, na prática.

A Parceria, por exemplo, realiza projetos de desenvolvimento humano por meio do que chamamos de Consultoria no Estado da Arte. Para  que você comece a ter melhor visão sobre como desenvolver essa qualidade, trazemos sete dicas essenciais que servirão para alimentar o seu líder interior. Caso queira aprofundar-se no assunto, nos procure.

1. Dê e receba feedback

Obrigatoriamente, dar e receber feedback deve ser parte da cultura de qualquer empresa. A prática irá ajudar você a motivar seus colaboradores, que saberão se estão tendo um bom desempenho ou de que modo poderão melhorar, assim como é possível saber em que pontos você pode mudar seu estilo e postura para agregar maior valor e, consequentemente, ter maior credibilidade.

2. Ouça o que as pessoas têm a dizer
Para além do retorno sobre as questões do trabalho, saiba quem são as pessoas da sua equipe e quais as motivações de vida de cada um deles. Todo mundo está bem? Se não, por qual motivo? Sabe o que eles gostam de fazer? Que dia as pessoas fazem aniversário? Ter sensibilidade – característica de qualquer ser humano – ajuda você a visualizar melhor os potenciais de cada um e se prevenir no caso de uma crise. Nada mais justo do que ter uma conversa sincera com colegas que estão colaborando diariamente com você.

3. Seja flexível
Estar aberto a novas ideias é necessário para ser inovador e estar à frente das outras pessoas. Apesar de parecer ser mais inseguro, sair da sua zona de conforto poderá gerar resultados interessantes para você. E isso não requer muito esforço: visite outros locais, leia novos livros, dentre outras práticas que vão auxiliar você na geração de novas percepções.

4. Procure oportunidades para aprender
Buscar mais conhecimento sempre será necessário para um líder. Além disso, permita-se aprender com os seus colaboradores. Ser ajudado por eles evidencia que você se importa com o trabalho coletivo, estabelecendo um relacionamento de confiança para ambas as partes.

5. Saiba como e quando delegar
Ser líder não é apenas distribuir ordens. O diálogo é uma ferramenta importante para evitar problemas futuros, ocasionados muitas vezes por ruídos de comunicação. Você também precisa habilitar sua equipe para que a mesma possa ter autonomia.

6. Seja um exemplo
“Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço”: seguindo essa risca, você só perderá credibilidade e, consequentemente, sua capacidade de liderança. Tenha a percepção que ninguém é perfeito, mas honre os compromissos estabelecidos com quem caminha junto com você. Isso proporciona uma melhor visão das pessoas sobre você enquanto líder e estimula a sua autoestima.

7. Tenha autocontrole
Mantenha sempre o seu equilíbrio emocional. Não use do seu cargo ou posição como argumento para dar ordens ou trate seus colaboradores como pessoas substituíveis. Saiba que todas as pessoas possuem sentimentos e que você deve sempre respeitá-las, mesmo em momentos de extrema tensão.

O programa Liderança no Estado da Arte desenvolvido pela Parceria Consultores tem por finalidade fazer com que os gestores desenvolvam, na prática, as habilidades de liderança identificadas como estratégicas para o pleno cumprimento de sua missão institucional. Cada programa de desenvolvimento de líderes é customizado para a realidade específica de cada segmento e empresa.

Converse com um de nossos consultores e descubra como podemos ajudar sua empresa a alcançar excelentes resultados!

liderança desenvolvimento humano gestão de pessoas rotina empresarial Equilíbrio Emocional

Luciano Esmeraldo Melo

Sócio e Consultor da Parceria Consultores

Especializado em desenvolvimento de pessoas, em educação corporativa e em otimização comercial.